terça-feira, abril 25, 2006

25 de Abril


...Pergunto à gente que passa
Por que vai de olhos no chão
Silêncio é tudo o que tem
Quem vive na servidão

Mas há sempre uma candeia
Dentro da própria desgraça
Há sempre alguém que semeia
Canções no vento que passa

Mesmo na noite mais triste
Em tempo de servidão
Há sempre alguém que resiste
Há sempre alguém que diz não
Manuel Alegre





Embora sem cravos, há vermelho por toda a parte para festejar Abril!




6 comentários:

dakidali disse...

Lindo jardim. Belas flores. Já entendi porque gosta de ficar em casa, com esse jardim também eu.
Beijinhos

planaltobie disse...

Já agora o nome das flores. A Sebastiana gostou muito delas.

jawaa disse...

Não seja por isso: são apenas rosas e mais rosas e petúnias e flores simples de aloendro, tbém limpa-garrafas, que é nome prosaico impróprio de ser dado a uma flor.
Parece que continuo com alguma dificuldade de comunicação - tal qual o meu blog anterior. Parece de propósito!
Beijinhos aos dois

NuvoMundo disse...

Oilas Mainha roseira, q cores nesse Abril ribatejano e portugues.
Que lindas fotos do jardim.
Parabens. Penso q arranjas-te um filho mais, fico contente.
Brigado por isso e tudo.
Cumprimentos ao meu-mais-velho, Matisse
BIGbju.
N
l..k

PINGO disse...

Parabens, o jardim está lindo. E já que falamos de jardim e flores, dizer que bonita a msg deixada aqui por um dos seus "amores perfeitos"!
Saudades

jawaa disse...

Oi, meu amor-perfeito, já que estamos em jardins, será que me arranjaste tu mais flores? Vejo por ali um J e K, verdade? Se forem os rapazitos, um abraço aos dois, que, se os braços não chegam, chega o coração.
O pingo que anda por aqui, é de mel ou é de cera?
Bem haja a todos pelas palavras mais-que-flores.