segunda-feira, dezembro 29, 2008

Boas Entradas!

Batem leve, levemente,
como quem chama por mim.
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim.

É talvez a ventania:
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho…

Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento com certeza.
Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria…[…]


Augusto Gil






E a noite fez-se. Mais uma igual a quase tantas nestes últimos mais de trinta anos.

O que são trinta anos numa vida a beirar os setenta? São aprendizagem, aprendizagens de amor e de raiva, de saudade e de dor pelos que deixaram de estar presentes porque já não voltam, de saudade e de esperança pelos que estão ausentes e esperamos que voltem.

Enquanto ainda somos nós.

O dia é igual a tantos outros mas a noite nunca é a mesma. Em cada ano há uma estrela mais, um fulgor a menos, são alegrias que mentem, são desamores que não se escondem, são pequenas ternuras felizes. Os velhos, cada vez mais velhos, os novos cada vez menos novos, aprendendo a vida, quantos bem longe da fogueira familiar onde o gato esquivo se achega sem temor.

Aqui não há neve, mas há frio e geada.

Mas o ano está no fim da rua e a Primavera logo ao virar da esquina.



Feliz Ano Novo!

8 comentários:

Rocha de Sousa disse...

Sempre textos limpos,no rosto e na
forma. Sempre as horas das batidas a um tempo leves e esfumadas pelo
vento. Ler os seus textos assim dá vontade de os reescrever pelas nos-
sas próprias mãos. A dor amordaçada
em seda, a saudade perdendo-se en-
tre vestígios. Que escreva muito e em nome da paz possível.O resto es-
tá à esquina, a porta bate.
Gostava de saber mais, dizer o que
nem sequer sei como dizer,nem onde.
Rocha de Sousa

Paula Raposo disse...

Feliz Ano Novo para ti também!! Um post que me emocionou muitíssimo! Muitos beijos.

heretico disse...

..."mas as crianças, Senhor/porque lhes dais tanta dor/porque padecem assim?..."

admirável. a lucidez do texto. teu.

voto de Bom Ano.

beijo

manzas disse...

"A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção de Deus".

" UM FELIZ ANO DE 2009 "

Lord of Erewhon disse...

BOM ANO, querida amiga!

Felicidade, saúde, paz, inspiração e longa vida.
Beijinho.

Fa menor disse...

Que este seja um Ano mais fraterno, justo e solidário em que cada um faça a sua parte.

Bom Ano com muita paz e Amor!

Bjs

andorinha disse...

Um Bom Ano, amiga.
Desejo-te tudo de bom do fundo do coração.

Beijinho.

vidavivida disse...

Bonito enquadramento de poema e imagens.
Bons tempos em que AUGUSTO GIL era falado nas escolas e quantas coisas bonitas escreveu e nos legou!
Adorei.