sábado, março 20, 2010

Dia de Aniversáro

 


A máquina do tempo inventada pelos homens marca cinco horas passadas sobre o dia que assinala o equinócio da Primavera. Lá fora os pássaros acordam o dia novo e agora a chuva volta a cair para refrescar uma terra sempre sequiosa.

Não tenho por hábito assinalar a data, nem muitas vezes datas, mas há precisamente quatro anos, abri esta janela para o desconhecido e ensaiei o primeiro voo, ciente dos territórios que pretendia explorar, porém aberta a outros ventos e sóis, experiências de sensações novas que acrescentaram sabor aos meus dias.

Escrevi sobretudo a minha infância perdida, escondida, afundada na arca de um esquecimento forçado, propositado. Relembrei leituras, desvendei outras, encontrei e reencontrei amigos, conheci familiares de familiares, dispersos pelo êxodo a que nos forçou a guerra do Ultramar. Foi uma experiência única, indizível no que toca ao meu enriquecimento interior, a tudo o que recebi de saberes e afectos, sinto-me por isso imensamente grata.

Tencionava hoje dar por terminado este espaço mas não tenho coragem. Não assim, antes de ter encontrado uma lagoa nova para a Jawaa. Para construir a casa nova é preciso formação, aliás como para tudo nos tempos que correm, e para isso tem-me faltado o tempo e a disposição. Trocar a carpete e o lugar das mobílias, renovar cortinados, é o que sei fazer, mas não chega. As cores da pintura esmoreceram, crescem rachas nas paredes e ervas nos telhados que não consigo retirar. Pensei mesmo mudar de casa, sair do blogger, tentar o sapo, sempre é um bicho e eu gosto de bicheza, dos que me vão lendo, já todos sabem.

Quando, e se isso acontecer, deixarei aqui um link com o novo endereço, mas por enquanto tudo não passa de boas intenções. Com a Primavera a chegar, os dias maiores e mais quentes, vão decerto crescer mais as flores na minha janela antiga.
 

8 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Parabéns pelos 4 anos de blogue.
Já aqui não vinha há imenso tempo, mas não me esqueci de ti...
Bom fim de semana.
Um beijo.

Paula Raposo disse...

Parabéns!
Muitos beijos.

Anónimo disse...

Muitos parabéns!
Beijinhos,
ana

heretico disse...

o teu blog é uma referência de qualidade e bom gosto.

lamentaria "perder-te" e não poder continuar a ler-te.

beijos

Justine disse...

Este é tempo bom de recomeços, acompanhando o ritmo telúrico. O teu caminho nesta tua casa, se foi gratificante para ti, foi-no também para mim, nos passseios pelos teus textos. Qualquer que seja o futuro formato, valerá a pena!
Um beijinho de parabéns e força, para a frente:))

Rocha de Sousa disse...

Tudo aqui começa e recomeça, há aqui uma voz que anuncia o tempo
e nos cala a mágoa. Jawaa só pode
perder-se consigo mesma, voando após olhar o mundo, mas não pode
perder-se de nós.

Nenhum link: para mudar, muda-se
no mesmo lugar, enfim reconfigu-
rado, como já aconetceu.

Nilson Barcelli disse...

Obrigado pelo teu comentário (encheste-me a alma...).
"Parece-me que é isto que um grande autor deseja, despertar verdadeiras emoções nos outros, sentirmo-nos dentro daquilo que ele sente."

Quando isso acontece, sinto-me gratificado. Tens toda a razão, por isso...
Jawaa, bom fim de semana.
Um abraço.

M. disse...

Chego fora do tempo, eu sei, mas deixo na mesma os meus parabéns.
O que nos contas, as tuas reflexões, a tua sensibilidade, fazem-nos falta, toca a continuar!